Toggle Header

Quem Somos

Faixada do CEAL-LP

O Centro Educacional da Audição e Linguagem Ludovico Pavoni (CEAL-LP) é uma instituição particular, filantrópica, sem fins lucrativos, reconhecida de Utilidade Pública Federal e Estadual. Tem como mantenedora a Associação das Obras Pavonianas de Assistência (AOPA), uma entidade particular, religiosa, de origem italiana, fundada pelo Padre Ludovico Pavoni (1784-1849). Conta também com uma Rede de Sustentabilidade para manter e dar continuidade aos seus projetos.

Há 40 anos o Ceal está no Distrito Federal trabalhando para minimizar as dificuldades de uma das mais marcantes deficiências de sentido do ser humano: a surdez.

O CEAL-LP busca o resgate da cidadania de crianças, adolescentes, jovens e adultos com deficiência auditiva, proporcionando-lhes meios para o desenvolvimento de suas potencialidades e o fortalecimento de suas capacidades, a fim de possibilitar e facilitar a integração, de forma satisfatória, junto a família, a escola e a sociedade. Desenvolve projetos com as famílias dos alunos buscando a promoção humana e social, oferecendo-lhes oportunidades de exercer o seu papel para com seus filhos, e na sociedade.

Desenvolvendo a Fala

O Ceal-LP trabalha com turmas de no máximo sete crianças, divididas nos períodos matutino e vespertino.

Para se obter um melhor aproveitamento da metodologia utilizada pelo Ceal-LP, o atendimento as crianças foi dividido por faixa etária. O principal objetivo é auxiliar as crianças com deficiência auditiva a se comunicarem melhor com as pessoas, por meio da fala.

• 0 a 4 anos: este é o período mais importante para bebês e crianças descobrirem o mundo dos sons. É nesta fase que o cérebro está recebendo mais informações de seus sentidos para organizar a percepção do mundo à sua volta. Como a linguagem oral é baseada na audição, é fundamental que as crianças recebam os sons com significado. Para essa faixa etária, o Ceal-LP oferece terapia fonoaudiológica e atividades de hidroestimulação, psicomotrocidade e artes.

• 4 a 8 anos: para essa idade, o Centro oferece conteúdo de pré-escola e alfabetização às crianças que apresentam maior dificuldade em desenvolver a comunicação oral por meio da audição.

• Acima de 8 anos: a partir desta idade, o Ceal-LP proporciona reforço pedagógico aos alunos do ensino fundamental e médio.

banner-1

Missão

Oferecer atendimento especializado ao deficiente auditivo e à sua família, no diagnóstico, orientação familiar, terapêutica de reabilitação e apoio educacional, visando o desenvolvimento das potencialidades dos usuários, a inclusão social e o exercício da cidadania, sustentados em valores éticos e cristãos.

Visão

Ser reconhecido como centro de referência no atendimento ao deficiente auditivo e à sua família, com forte atuação ética e social.

Valores

  • Acolhida e Respeito
  • Ética e Competência
  • Responsabilidade Social
  • Solidariedade

 

Objetivos

Os objetivos do Centro são focados no humanismo e visa alcançar aqueles que além de trazerem do berço a deficiência auditiva estão em risco de vulnerabilidade social. São eles:

• Oferecer aos jovens surdos oportunidades diversas de reabilitação – educação – socialização.

• Contribuir ativamente para a formação integral desses cidadãos com deficiência auditiva, para que possam se tornar felizes, éticos, participantes e transformadores da realidade social;

• Proporcionar às famílias dos usuários suporte necessário ao cumprimento de seu papel social de preparar cidadãos conscientes e assumidos.

• Lutar pela construção da cidadania destas pequenas e grandes pessoas com deficiência auditiva.

Critérios de Elegibilidade

O Ceal-LP possui critérios de elegibilidade para o ingresso da criança com deficiência auditiva em quaisquer dos programas e atividades oferecidas pelo Centro.

São eles:

• Que haja vagas, seja nos Convênios seja nos possíveis grupos de atendimento.

• Que se apresente um diagnóstico de surdez severa ou profunda.

• Presença dos Critérios de Elegibilidade previstos pelas Políticas de Assistência Social para pessoas com deficiência.

• Documentação completa.

• Ausência de outras deficiências significativas além da surdez.

• Que os Pais e/ou os Responsáveis assumam explicitamente o compromisso com a filosofia que norteia o trabalho de reabilitação, educação e inclusão social dos seus filhos.

Formas de Acesso

• Demanda espontânea de membros da família e/ou da comunidade;

• Encaminhamento dos serviços socioassistenciais e das atuais políticas públicas setoriais;

• Encaminhamento dos sistemas de garantia dos direitos (MPDFT, Conselhos, Vara da Infância, etc.).